Peter Joseph, criador do movimento Zeitgeist responde a perguntas em Salvador

Peter Joseph respondendo Perguntas no Cine Futuro Salvador
Peter Joseph - respondendo Perguntas no Cine Futuro Salvador

O criador do movimento Zeitgeist – Peter Joseph, enfrentou uma longa seção de perguntas hoje, no segundo dia do Cine Futuro em Salvador-Bahia. O orientador da conversa foi o músico e professor universitário brasileiro Messias Bandeira.

Depois de duas horas de muitas perguntas, o norte-americano criador da trilogia de filmes que aborda as disfunções da sociedade moderna, relaxou no café do teatro Castro Alves com amigos e membros da comunidade Zeitgeist Brasil.

Peter Joseph em entrevista no final de sua primeira palestra
Peter Joseph em entrevista no final de sua primeira palestra

Peter Joseph criou, dirigiu, narrou e editou a trilogia composta pelos filmes Zeitgeist: The Movie; Zeitgeist: Addendum; e Zeitgeist: Moving Forward. Os filmes sugerem que a sociedade humana está longe do alcançar o seu verdadeiro potencial, devido sua dependência do sistemas de poder vigente, em especial, o sistema econômico mundial. Peter também defende que uma mudança de atitude não é só necessária como inevitável.

O diretor do Filme afirma que se nada for feito para reverter o curso tomado humanidade em sua sede insaciável por petróleo, e bens supérfluos, todos enfrentaremos o risco da extinção. Para ele o movimento Zeitgeist faz parte de um processo de conscientização que pode levar a humanidade a um futuro melhor.

peter joseph Brasil
Peter Joseph em entrevista fora do Teatro

Os três filmes dele estão disponíveis online e já foram vistos por uma platéia de mais de 200 milhões de pessoas. Peter Joseph ainda fará mais duas palestras na Capital Baiana. A próxima delas, será na Universidade Federal da Bahia, nesta quinta-feira dia 28, no auditório da faculdade de farmácia – campus de Ondina. As inscrições para o evento são feitas pelo site mzbr.com.br – O cineasta voltara ao palco do Cine Futuro às 10 Horas da manhã no teatro Castro Alves para a mesa redonda “Cinema Político Contemporâneo”.

Texto: Fábio Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.