Red Bull BC One Qualifier Salvador

 

Capital baiana recebe a final latino-americana do Red Bull BC One

Como diz Preta Gil – “Muito babado, confusão e gritaria”! Assim foi a passagem do evento Red Bull realizado no Forte de Santo Antônio Além do Carmo (Forte da Capoeira). A histórica fortaleza ficou lotada de fãs, admiradores e praticantes do B-Boying, também conhecido como break dance, que foram ver de perto a disputa entre grandes nomes da cena latino-americana.

Foi divulgado no site da Red Bull que seria distribuídos cerca de 500 convites ao público que levasse um kilo de alimento não perecível, porém, por volta de 16hs já não havia mais convites, e olha que era esse o horário oficial que estava na programação para iniciar a troca do alimento pelo contive. Então, como ter acabado logo que começou?

O público representante do movimento Break na Bahia não aceitou, começaram a gritar indignados, pois não tinham como entrar, e mais indignados ficaram ao perceber da quantidade de ingressos Vips que tinham sido reservados para convidados “especiais”. Nesse momento, houve muita confusão e gritaria, disseram que os organizadores estavam agindo com preconceito e que na Bahia eles não aceitavam atitudes assim. Logo após, veio uma pessoa da organização e deu dois convites para alguns manifestantes que estavam liderando o tumulto, o que não agradou, a partir daí a confusão ficou maior ainda, aqueles que ganharam os convites disseram que iriam rasgá-los e dividir com às pessoas que estavam na porta desde 16hs esperando para trocar seu alimento. Consideraram aquela atitude como uma afronta, um meio de calá-los.

Se tratando de estrutura não houve reclamações, porém o evento deixou, sim, a desejar na organização em relação à distribuição de ingressos, já que grande parte havia sido “reservado” para outras os tais convidados VIPS.

Fica registrado no Nuve(n) Digital a insatisfação dos integrantes do movimento Break na bahia que não puderam entrar no evento.

 Texto e Fotos: Wanessa Marçal

 

Um Comentário para: “Red Bull BC One Qualifier Salvador

  1. infelizmente esta é uma pratica comum em Salvador, quando ocorre distribuição gratuita, o mesmo ocorreu com o Balé de Cuba, os ingressos estavam nas maos dos cambistas a 40,00 reais e no Festival viva a Dança, tambem sem ingressos assim que a bilheteria se abre e nas maos dos cambistas logo mais a noite no dia do evento. Absurdo ou caso de policia, que infelizmente “temos” que ir nos acostumando por aqui na terra do axe e da felicidade. Segue meu grau de indignação¡¡¡

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.