Saúde e trabalho

Cansaço? Estresse? Mãos frias, formigamentos? Dificuldade para dormir? Dificuldades de relacionamentos? Dor nos braços, mãos, costas e pernas? Cuidado, esses são sintomas de doenças laborais.

No Brasil o nível de doenças relacionadas ao trabalho deu um salto nos últimos anos o que tem feito muito servidor ser afastado do seu trabalho. Na maioria das vezes isso ocorre no auge de sua produtividade afetando diretamente sua saúde e experiência profissional.

Segundo o Ministério da Saúde o crescimento é alarmante e preocupa os médicos.

Ter interesse no trabalho é uma coisa, agora, quando o trabalho passa a ser mais importante do que você, do que sua própria saúde é hora de parar, parar antes que o corpo peça socorro, pois é nesse momento que o empregado fica refém do trabalho e conseqüentemente pode haver lesões permanentes (e nem toda doença ocupacional tem cura), em algumas, o estágio está tão avançado que nem tratamento revolve. Essa falta de tratamento cria uma cadeia de lesões e até outros problemas de saúde. A região dos braços, cabeça e pescoço, são as mais delicadas, (onde passa a coluna cervical) por isso o cuidado deve ser redobrado.

Se você vem sentido incômodo nas costas, nos braços ou em qualquer outra parte do corpo, não espere, procure logo um especialista para fazer os devidos exames e diagnosticar se o que você tem é algo que foi adquirido no local de trabalho. Se a resposta for sim, significa que você está trabalhando mais do que seu corpo pode suportar, e isso não é bom!

Para produzir mais e cada vez melhor, o funcionário precisa de duas coisas bem simples:

1º Mais energia física

2º Mais equilíbrio mental

Ambos dependem tanto do empregado quanto do empregador. Estando eles em sintonia o risco de uma doença laboral e quase 0%.

Veja os principais fatores de risco:

  • Movimentos repetitivos;
  • Esforço e força;
  • Posturas inadequadas;
  • Falta de flexibilidade;
  • Trabalho muscular estático;
  • Estresse emocional;

Formas de prevenção:

  • Estudo ergonômico;
  • Conforto e bem estar do trabalhador – conforto é essencial para a prevenção;
  • Eliminar o desconforto e as dificuldades no ambiente de trabalho;
  • Promoção e prevenção da saúde;
  • Internações no ambiente de trabalho;
  • É possível exercitar-se também no trabalho.

Previna-se das doenças ocupacionais

  • Alongue-se
  • Movimente-se a cada 15 minutos
  • Incentive seus colegas, atue como um cuidador.

E lembre-se: “NENHUMA ATIVIDADE, SEJA ELA QUAL FOR, É MAIS IMPORTANTE DO QUE A SUA SAÚDE.”

Dica: Nuve(n)Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.