CASA PRÓPRIA: O sonho de todo brasileiro

Depois de passar 12 anos morando em uma casa alugada, a secretária, Marizete Oliveira Cerqueira, conseguiu construir sua própria residência, onde mora há seis anos com sua filha. E assim como Marizete, milhões[bb] de brasileiros passam grande parte da vida em moradias alugadas, lutando para conseguir realisar o sonho da casa própria.

Dados do Censo 2010, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostraram a proporção de casas alugadas no Brasil, que cresceu em quatro pontos percentuais, em dez anos. A pesquisa constatou que no ano 2000, 14% dos domicílios pesquisados eram alugados, passando para 18% em 2010. Esse percentual representa 10,5 milhões de casas alugadas.


O Governo federal, em parceria com estados, municípios, empresas, construtoras e movimentos sociais, lançou o programa “Minha Casa, Minha Vida”, visando mais renda para trabalhadores e desenvolvimento para o país. A iniciativa visa contemplar pessoas com renda mensal de até dez salários mínimos, através de facilidades como aumento dos subsídios, redução dos custos do seguro e acesso ao Fundo Garantiador de Habitação, que refinancia parte das prestações, caso o cidadão fique desempregado.

Moradia - Casa Própria
Moradia - Casa Própria

Consórcios, empréstimos e financiamentos são algumas das diversas maneiras para se obter um imóvel[bb], entretanto os financiamentos são as formas mais utilizadas pela população para construir, reformar ou comprar uma casa. Estes e outros meios, como leilões, são disponibilizados em instituições como bancos e agências, que emprestam dinheiro a longo prazo de pagamento, facilitando a adesão dos domicílios.

Atualmente, as empresas que permitem a realização do sonho da casa própria com mais rapidez para as famílias brasileiras são a Caixa Econômica Federal – principal instituição relacionada a esta perspectiva, bem como, os bancos Santander, Bradesco e HSBC.

Uma grande novidade desta dinâmica é o perfil da carteira de crédito para moradias, que tem passado por um rejuvenescimento nos últimos anos. Em 2007, por exemplo, 35% dos novos contratos de moradia foram assinados por clientes com até 30 anos. No ano passado este número subiu para 39%, sendo que o aumento também foi registrado em dois outros bancos, o Santander e o Bradesco.

Apesar das facilidades é necessário que se esteja atento às taxas de juros para não cair no endividamento. Por conta[bb] disso, antes de comprar ou financiar uma casa é preciso que se pesquise os preços, lugares, tamanhos, modelos e, principalmente, as melhores formas de pagamento.

Você pode se inscrever no projeto “Minha Casa, Minha Vida” – Acesse: http://www.minhacasaminhavida.com.br/

Saíba sobre o Direito a Moradia: – http://www.direitoamoradia.org/

Texto: Cris Manaia/Edição: Wanessa Marçal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.