PLANTANDO SEMENTES EM 2012

Por do Sol, Mulher admira flor no campo
Plantando Sementes em 2012

É comum a proposta de resoluções nos meses que circundam a passagem de ano. Mas, até que ponto nossos pensamentos podem influenciar nossas vidas? 

Resoluções natalinas, resoluções de fim de ano ou de ano novo são alguns nomes dados a elas. Promessas de enriquecimento, emagrecimento e fidelidade são apenas algumas das muitas resoluções feitas. Mas, a pergunta que não quer calar é: podemos realmente mudar o nosso futuro partindo de uma resolução?

Popularizada pela teoria da física quântica, a ideia de que creiamos o mundo em que habitamos por meio de nossos pensamentos vem angariando adeptos ao redor do mundo. A programação neurolinguística, um conjunto de técnicas, crenças e estratégias, tem ganhado muita popularidade por propor exatamente esta mesma ideia. Mas o que nem todos sabem é que ideias semelhantes a estas já ocupam a mente humana há milênios.

 Por toda a história, tanto figuras importantes quanto desconhecidas tem apontado para o poder das resoluções e ideias humanas no processo de realização de sonhos desejos e intenções. “Um homem nada mais é o que ele pensa durante todo o dia” já falava Ralph Waldo Emerson (1083-1882), famoso escritor, filósofo e poeta norte americano.

Em outro momento histórico mas ainda ecoando as palavras de Ralph encontramos uma referência ao Buda (463a.C – 483 a.C) como dizendo o seguinte: “Tudo o que somos é o resultado do que temos pensado. A mente é tudo. Nos tornamos o que pensamos”


Até mesmo Jesus, o ícone central da tradição religiosa ocidental, (8-4? a.C. – 29-36) falou sobre o poder das maquinações e intenções humanas quando disse “Nada há, fora do homem, que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai dele isso é que contamina o homem.” Marcos 7:15.

 Repetidamente por toda a história humana esta ideia parece ecoar. Mas, Embora seja verdade que as personalidades históricas mencionadas acima não se referiam exatamente a mesma situação concreta, uma característica presente em todas as afirmações  não pode passar despercebida: a de que todos eles fazem menção a algo que acontece no âmago humano interferindo na sua própria realidade física, tanto negativa quanto positivamente.

 Enquanto que para a ciência moderna provar ou derrubar tais alegações de forma definitiva permanece uma tarefa impossível. No fim do dia, cabe a cada um de nós acreditar ou não no poder da mente na formação de nossas realidades que são ao mesmo tempo tão conectadas e tão diferentes uma das outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.