FAZENDO CINEMA NO SÉCULO XXI

A Tecnologia já mudou a forma como consumíamos cinema: agora, continua  a mudar a forma como o produzimos.

Cameras digitais, Smartphones, Computação nuvem, poderosos editores não lineares e superprocessadores. Estes são apenas algumas das invenções das ultimas decadas que combinadas ajudaram a trazer o making-off do cinema de dentro dos grandes estúdios para as mãos do cidadão comum.

Nesta evolução, filmes 3D e computação gráfica, a muito, já não são patrimônio exclusivo dos grandes estúdios Norte americanos. Para exemplificar isto basta uma breve busca por estes termos no site de compartilhamento de vídeos Youtube e receberemos centenas, senão milhares, de exemplos de vídeos caseiros, não so ultilizando, mais tambem ensinando como  fazer uso destas duas tecnologias.


Hoje, qualquer pessoa com um smartphone e um computador portátil com acesso a internet pode não só produzir um curta como também distribui-lo pela rede mundial de computadores. Mas, nem sempre produzir cinema foi fácil assim. Isso se torna evidente quando assistimos a filmes antigos, os famosos preto e brancos, como os de Charlie Chaplin. Quando vemos os personagens correr quando deveriam estar andando, achamos engraçado, mas poucas vezes realizamos que este estilo surgiu como uma estratégia para se economizar filme. Era o custo do filme que forçava os cineastas a gravar as cenas a velocidades de captura inferiores a 23 quadros por segundo e por isso quando os filmes eram projetados, a 24 quadros por segundo a ação parecia mais rápida do que quando ela aconteceu.

Mas o que é o Cinema? como esta forma de representar o mundo continua atraindo as pessoas hoje em dia? O que ainda podemos fazer com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça sem perder a criatividade e individualidade? Quais tecnicas e  equipamentos podemos usar para atingir efeitos “profissionais”estas e outras perguntas responderemos em uma série de posts destinados a abordar a evolução e consagração da sétima arte. Então mãos a obra…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.