PROBLEMAS COM VIOLÊNCIA NO CENTRO AFASTAM PESSOAS DE SEBOS

Fonte: Wikipédia. Autor: David Ball

Lojas de livros usados, também conhecidas como sebos, já enfrentam atualmente a concorrência do comércio virtual e das grandes cadeias de livrarias que se instalam em shoppings. Os sebos situados no centro de Salvador, próximos ao fim de linha da Praça da Sé, precisam lidar também com a fama de violento que o local adquiriu.

Jorge Carvalho dono do Sebo Berinjela à dez anos conta que o movimento em seu estabelecimento caiu bastante por conta do que denominou como “desgoverno”.

“Essa área está abandonada, as pessoas têm medo de passar por aqui. Se você parar para reparar os Sebos da Lapa não perderam tanto movimento, pois ainda tem bastante gente passando por lá, enquanto aqui não” relata Jorge. “Essa área já foi melhor, isso já viveu cheio de gente” completa.

Nivaldo Oliveira, um dos responsáveis pelo Sebo São Jorge confirma a falar de Jorge Carvalho.

“O centro está um pouco abandonado mesmo, a maior parte dos policiais fica no pelourinho” revela Nivaldo que também reclama um pouco sobre as vendas estarem caindo “as vezes a gente aqui compra compra mais livros do que vende” comenta.

Tanto para Nivaldo Oliveira como para Jorge Carvalho as pessoas ainda se sentem bem entrando em uma livraria folheando livros, ao invés de procurar um site de compras. Entretanto o ambiente ao redor dos estabelecimentos tem prejudicado o contato das pessoas com a experiência de entrar em um sebo.

[table “5” not found /]

Sebos Digitais

Esse formato de Sebo em que as vendas são feitas pela Internet podem ser a salvação para os Sebos e serão o tema da próxima matéria sobre lojas de livros usados aqui no NuvenDigital.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.