NENHUM PROFISSIONAL É INSUBSTITUÍVEL

Não é incomum que quando um funcionário novo entre em uma empresa, outras pessoas que trabalham no local fiquem nervosas ou apreensivas. Nada mais natural, afinal, por mais que seja politicamente incorreto afirmar isso, um novo funcionário também é um novo concorrente na cadeia de comando no local de trabalho.

Já dizia um dos maiores Gurus motivacionais do mundo Napoleon Hill, “empregadores estão sempre à procura de quem faça melhor um trabalho, seja ele embalar uma mercadoria, escrever uma carta ou fechar uma venda”.

Empresários estão sempre a procura de novas pessoas para preencher o seu quadro de funcionários, pois como já disse um dia o comediante Rafinha Bastos “qualquer dia desses vão achar alguém maior, mais bonito e mais barato que eu”.

O profissional precisa ter sempre em mente a ideia de que ninguém é insubstituível naquele trabalho. O seu chefe pode a qualquer momento encontrar alguém faça o seu trabalho de forma mais rápida, precisa e barata e simplesmente te demitir, já que você como mão de obra está dando prejuízo a empresa.

Para que o profissional não seja substituído ele precisa está sempre pronto para aprender coisas novas e obedecer, se não poder entender, as ordens dos superiores, entretanto saber também questionar quando as determinações do chefe possam ser perigosas.

Por tanto, funcionários mais antigos devem, sim, ficar atentos com a entrada de gente nova na empresa. Entretanto, com trabalho árduo e constante atualização de conhecimento para visando a otimização no trabalho, o trabalhador não só pode se tornar difícil de substituir como muito apreciado pela empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.