CARNAVAL DE SALVADOR PASSADO E PRESENTE

Foto em show do bloco afro Ilê Aiyê.  Fonte Wikpédia por Mizunoryu
Foto em show do bloco afro Ilê Aiyê. Fonte Wikpédia por Mizunoryu

Nada de grandes camarotes ao custo de um carro popular. No campo grande e avenida sete as elites das décadas de 1940 desfilavam pelo centro da cidade com carros abertos ao som de marchinhas de carnaval. Os clubes carnavalescos como Fantoches da Euterpe, Cruz Vermelha e Inocentes em Progresso faziam sucesso entre os mais favorecidos da cidade.

De acordo com o site guitarra baiana o restante da população ficava confinado às partes mais afastadas do desfile principal nos bairros como Liberdade, Tororó e Garcia. Essa lógica só veio ser pervertida devido ao trabalho do engenheiro de mecânica Osmar Macêdo e o radiotécnico Dodô Nascimento.

Dodô e Osmar  desfilaram sobre um Ford 1929 no carnaval de 1951 enquanto tocavam instrumentos musicais praticamente caseiros, entre eles o “pau elétrico” que na década de 1970 ganharia o nome de guitarra baiana.

Dez anos depois da criação do pau elétrico e do Ford 1929 desfilar pelo centro de Salvador, o trio elétrico já havia se tornado uma das maiores febres do carnaval baiano. Hoje, os trios elétricos são muito maiores que o velho Ford 1929. Os caminhões do século XXI circulam por dentro do centro de Salvador e o carnaval se tornou uma festa que em 2011 movimentou Um bilhão de reais gerando de acordo com estatísticas cerca de 210 mil empregos temporários.

2 Comentários para: “CARNAVAL DE SALVADOR PASSADO E PRESENTE

  1. Pingback: Verão Salvador 2013 - A Cidade se Prepara para o período do Carnaval |

  2. Pingback: Carnaval Salvador 2013 - Uma das maiores festas do Brasil |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.