POLÍCIAS CIVIL, MILITAR E BOMBEIROS DECRETAM GREVE NO RIO DE JANEIRO

greve da polícia
Greve da polícia já afeta Bahia e Rio de Janeiro

Enquanto a greve da polícia Militar da Bahia continua sem fechamento, policiais e bombeiros no Rio de Janeiro paralisam atividades para reivindicar um novo piso salarial de 3.500 reais. O anúncio foi dado nesta quinta-feira dia 9 de Fevereiro.

Enquanto isto, o saldo de mortes em Salvador e Região metropolitana já passa de 133 nos 10 dias de greve da Polícia militar na Bahia. A expectativa agora é como as coisas vão se desenrolar no Rio de Janeiro, tão próximo do carnaval, uma festa em que os olhos do mundo estão voltados para o Brasil.

Já no twitter, internautas lamentam e se perguntam qual será o desenrolar da greve usando a tag #GrevePMRJ. Os políciais baianos haviam recebido uma proposta do governo estadual de aumento de mais de 30% mas não dissolveram o movimento mesmo com a prisão de Marco Prisco, considerado o líder do movimento na Bahia nesta quinta-feira e a greve continua. (leia mais sobre a greve na Bahia em outros sites)

Carnaval : O mundo todo de olho no Brasil

Consequências Políticas e econômicas podem resultar se um evento como este provar ser capaz de paralisar as atividades da nação. Com a evolução da crise do crédito mundial, cada vez mais as entidades internacionais estão demandando demonstrações de controle e agilidade por partes dos países envolvidos em situações de crise.

Assim foi o caso do rebaixamento da dívida americana, no segundo semestre do ano passado, que não teve muito a ver com a dívida em si, mas com a lentidão e impossibilidade do congresso americano se articular rapidamente para lidar com a necessidade do aumento do teto da dívida pública.

Então o que vai pesar para os observadores internacionais no meio de tudo isto é o quão rápido o governo brasileiro vai se articular para resolver a situação de forma eficiente.Lembrando que Pará, Paraná, Alagoas, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e Espírito Santo também podem aderir a greve.

E Você?Tem alguma informação ou opinião sobre a greve na Bahia e no Rio – Deixe um comentário.

Fonte G1, BBC Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.