LEIS ATRASADAS ATRAPALHAM COOPERATIVISMO NO BRASIL

Em pesquisa divulgada nesse fim de mês de maio, revelou que apenas 5% da população tem relação com algum tipo de cooperativa. A Colômbia e a Espanha acompanham o nosso país com índices igualmente ruins com, respectivamente, 11% e 15%.

 
Atrasos na legislação tornam o Brasil um dos Piores Países no mundo para o cooperativismo. As leis brasileiras sobre esse assunto foram escritas em 1971, muito antes da popularização da Internet ou do avanço das redes sociais para o comércio.

 
Esse atraso em legislação podem ser um entrava para que as cooperativas consigam entrar em novas formas de mercado como o Social Commerce que visa o venda de produtos pelas redes sociais ou trabalhos que envolvam diferentes formas de financiamento como crowdfunding que vem ganhando cada vez mais adeptos.

 
De acordo com a pesquisa divulgada no Rio+20 pelo cientista social Júlio Aurélio Vianna Lopes, o Brasil tem aproximadamente 6.586 que em 2010 renderam cerca de R$ 97 milhões.de reais.

 
O cooperativismo e mais recentemente os coletivos culturais tem se tornado a grande arma dos trabalhadores do mundo todo para lidar com as intempéries profissionais.

 

O Brasil deve se preparar para esse futuro onde no lugar de empresas, terão que lidar com associações, coletivos e cooperativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.