EMPRESAS RECORREM AO EMPREENDEDORISMO VERDE

Em meio a conversas sobre Rio+20, problemas ambientais e apocalipse , o empreendedorismo verde surge como uma forma de poupar o planeta dos exageros do consumismo, mas mantendo os lucros financeiros.

O empreendedorismo verde busca soluções sociais para que a economia se desenvolva garantindo emprego e renda minimizando ao máximo possível os impactos ambientais. Esse é um dos pilares do que atualmente está sendo chamado de eco-capitalismo, uma versão politicamente correta do capitalismo que conhecemos hoje.

Não é atoa que na conferência Rio+20 um dos pontos de debate mais importantes é sobre como financiar iniciativas de empreendedorismo verde e incentivar empresas a investir nessa forma de negócio.

Um dos exemplos mais conhecidos no Brasil de empreendedorismo verde é o comercio de frutas e verduras “orgânicas”. Produtos trabalhados sem a utilização de agrotóxicos ou aditivos agrícolas que poluem a terra e deixam esses alimentos menos saudáveis. Estima-se que essa indústria cresça em média 40% ao ano de acordo com a Associação Brasileira de Orgânicos (BrasilBio).

Cooperativas de recicladores também estão nessa lista de empreendimentos que podem ajudar a salvar o mundo e garantir emprego e renda para diferentes camadas da sociedade, além de baratear operações industriais. De acordo com relatório de desenvolvimento sustentável do IBGE publicado em 2010, em 2008 47,3% de todo aço usado na indústria brasileira vinha da reciclagem e o mercado cresce cada vez mais.

Será que o próximo grande negócio vai ser salvar o mundo? Pelo visto o esperto era o Capitão Planeta.

2 Comentários para: “EMPRESAS RECORREM AO EMPREENDEDORISMO VERDE

  1. Obrigado pelo texto Cicero, O empreendeorismo verde parecer ser o futuro do empreendedorismo no Brasil. Com ações como estas estamos redefinindo o que é empreendedorismo e elegendo novas lideranças neste setor e influenciando todo o mundo dos negócios. Mas,será que a semente do empreendedorismo verde vai pegar mesmo? Pois para sermos verdes precisaremos mudar e muito nossas atitudes e habitos.

  2. O grande problema ainda está nas formas de financiamento dessas iniciativas. A Rio+20 pretendia falara sobre isso, mas ficou só no papel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.