Concurso Sabesp 2014 Aprendiz – Salários de R$ 724,00

A Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo SABESP, Oferece 565 vagas para o cargo de Aprendiz.  Candidatos devem estar cursando o   1º ou 2º ano do ensino médio e tenham entre 14 e 21 anos.  Candidatos Continue lendo Concurso Sabesp 2014 Aprendiz – Salários de R$ 724,00






Como se preparar para os exames da OAB 2013, Apostilas, Editais, Questões

Apostilas concurso público

Com a aproximação do primeiro Exame da OAB 2013 e a realização da prova, cresce a busca dos candidatos por recursos de estudo como apostilas e conteúdos específicos. Com a unificação dos exames da Ordem dos advogados do Brasil – Continue lendo Como se preparar para os exames da OAB 2013, Apostilas, Editais, Questões






COMO SAIR GANHANDO NO MEIO DO APAGÃO DE TALENTOS?

Crescimento no meio da adversidade é uma possibilidade real

Em seu post intitulado: Apagão de talentos ou gestores incapacitados para o cargo? Roberta Yono Ebina, consultora associada da Muttare,uma empresa de consultoria paulista, aponta que investimentos em formação de liderança desacompanhados de mudanças na atitude dos profissionais podem ser mais Continue lendo COMO SAIR GANHANDO NO MEIO DO APAGÃO DE TALENTOS?






OAB – POLÊMICA NAS QUESTÕES

E a história se repete… Mais uma vez, após a divulgação do gabarito oficial no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, candidatos e professores pedem anulação de (algumas questões) por diversos motivos, entre eles, alegam que algumas questões fogem do estabelecido Continue lendo OAB – POLÊMICA NAS QUESTÕES






EDUCAÇÃO – A BASE PARA O SUCESSO

de lado

EDUCAÇÃO – A BASE PARA O SUCESSO

Para aqueles que precisam trabalhar, ou mais que isso, necessitam deste trabalho para cursar uma faculdade a dica é optar por um curso técnico, e assim entrar “mais rápido”no mercado de trabalho.

Colocar seus filhos(a) numa escola de qualidade, é o sonho da maioria dos pais, assim como, a disputa por vagas nas melhores instituições de ensino é um interesse público mundial. Contudo, grande[bb] parte do que se aprende na escola ou se estuda na faculdade está relacionada a um processo anterior a dinâmica estudantil – é a educação doméstica, responsável pelo início da formação da identidade e dos princípios éticos de cada ser humano.


O ensino escolar e a educação doméstica se entrelaçam na construção da intelectualidade das pessoas. É a partir dos ensinamentos familiares que o indivíduo toma conhecimento sobre a importância do aprendizado escolar, sobre a necessidade de obter ciência em relação aos mais diversos assuntos e, principalmente, de lidar com o outro por meio de fundamentos morais como verdade, respeito e igualdade.

Inserido no mundo exterior, diferente de estar com a família, o homem começa a percebe os desafios da vida na própria escola. A princípio, as boas notas, o bom comportamento e a boa relação com os colegas são maneiras de agradar os pais, aí já aprendem a se relacionar. Portanto, o acompanhamento da família é determinante no desenvolvimento educacional dos filhos. Nesta primeira fase, a leitura deve ser uma prioridade para os aprendizes, uma vez que esta atividade contribui para o destaque na escrita e na comunicação.

Passados os primeiros anos da escola, os estudos deixam de ser uma forma de agradar a família e se torna um desafio pessoal. Inúmeras atividades passam a fazer parte da vida escolar. Trabalhos em equipe, apresentações, testes e provas tomam conta de jovens em idades mais avançadas. Especialistas dizem que a revisão dos assuntos durante o período de aula é a melhor forma de se preparar para as provas; acumular as revisões para os dias que antecedem às avaliações é um risco para os alunos, e os resultados, em sua maioria, não são bons.

Educação Doméstica"

Ao sair do ensino médio, eis que surge a dúvida – O que fazer agora? Um curso técnico ou uma faculdade? Para aqueles que precisam trabalhar e necessitam deste trabalho para cursar uma faculdade a dica é optar por um curso técnico para entrar logo no mercado de trabalho e depois cursar uma faculdade, ou ainda, fazer um curso superior de dois anos, que são faculdades apesar de ter características de curso técnico.

Os cursos superiores dispõem de um número maior de disciplinas e, por serem de longa duração, há mais tempo para desenvolver pesquisas e abordar assuntos conceituais. A faculdade tem um peso maior para o currículo e a partir do curso superior pode ser feito uma pós-graduação ou uma especialização, o que não pode se conseguir através de um curso técnico. Por isso, antes de tomar a decisão sobre o que fazer, as alternativas devem ser muito bem avaliadas. É importante entender que a educação é a base para o sucesso e o estudo é a ferramenta necessária para o conhecimento.

Cris Manaia – Colaborador Nuve(n) Digital

Edição – Wanessa Marçal