COMBINADAS RÁDIO INTERNET E REDES SOCIAIS DESBANCAM TV NA COBERTURA DA GREVEPMBA

A tecnologia tem mudado o jeito como interagimos com o conhecimento
Cobertura da greve dos PM na Bahia mostra como a tecnologia tem mudado o jeito como interagimos com o conhecimento?

Durante a maior parte do dia e noite de ontem, os baianos recorreram ao rádio e a internet para saber o que acontecia na capital do Estado e no interior. Deixando claro que juntas, estas duas tecnologias se mostraram imbatíveis dentro do caos gerado pela greve dos policiais militares.

Durante todo o dia 02 a combinação de rádio, internet,  redes sociais e cobertura 3G foi muito mais eficientes   do que os principais veículos de comunicação do Estado na hora de informar sobre os desdobramentos da greve. Ainda no dia 01 publicamos aqui um relato do caos. Nas horas que se seguiram, publicitários, jornalistas, estudantes, motoristas e até mesmo funcionários públicos se transformaram nos olhos e ouvidos da mídia em uma cidade parada pelo medo e congestionamento.

Nem bem o jornal nacional havia começado, centenas de mensagens postadas no serviço de microblog twitter já questionavam a cobertura da Greve da PM Bahia pela Rede Globo. Alguns internautas questionavam o motivo de um acontecimento tão importante para a terceira maior capital do Brasil não receber mais do que uma nota nos principais jornais do país. “o sudeste não liga para o nordeste” diziam alguns. Vários twitts foram enviados ao @realwbonner demonstrando desagrado pela cobertura dada à situação.

Tecnologia me Ação

Foi o uso extensivo de Smartphones, cobertura 3G e a integração entre rádio e internet que mostraram como a TV e os principais jornais e portais ficaram para trás na cobertura do evento. Ainda hoje 03/02/2012 A TV e os principais jornais estavam em média mais de 6 horas atras dasprincipais redes sociais. Simplesmente, a velocidade com que pessoas de toda a cidade podiam enviar mensagens pelas redes sociais, ou celulares de qualquer lugar com acesso a internet ou cobertura 3G desbancou o poder de locomoção e informação dos principais veículos de comunicação.

O destaque local na cobertura pela internet vai para o GrupoMetropole que pelo twiiter deu informações aos seus 11.000 seguidores até a madrugada sobre o que acontecia na cidade, informações sobre saqueamentos, engarrafamentos, crimes e achegada da força nacional foram divulgados quase em tempo real. A rede parece ter usado bem os mecanismos tecnológicos a sua disposição em um momento de crise – no final do dia, ou melhor da noite, muitos internautas agradeceram a cobertura. No Rádio destacamos a Rádio Sociedade da Bahia na frequência AM e a Rádio Itapuã FM.

O que aconteceu com a cobertura da greve

Já faz algum tempo as rádios baianas e alguns programas de TV mais populares vem explorando largamente o poder das redes sociais para interagir com o público. Enquanto isto, os principais programas da TV aberta não tem feito a mesma coisa. Enquanto locutores de programas populares podem ler mensagens enviadas por visitantes de seus sites e perfis em redes sociais sobre seus problemas e opiniões. Os Principais Jornais da TV ainda aderem à cultura, de uma pauta inflexível e predeterminada, ou seja, apenas alguns falam e todos os outros escutam.

Em um momento como este, no qual o caos e o pânico tomaram conta de uma população, a programação da TV aberta se apresentou rígida, e distante, não permitindo uma maior interação flexível com os principais envolvidos, o público. Quando algo da magnitude de uma greve da Polícia acontece todos buscam a mídia para se informar, em 2001 quando uma outra greve da Polícia assolou a Bahia a TV foi o principal meio de divulgação de informações sobre o caos. Já em 2012, 11 anos depois, a impressão deixada foi de que eles tinham plugado um DVD a antena de transmissão e deixaram o “povo” assistindo a uma programação gravada.

Quer saber mais sobre a revolução tecnológica e como ela pode influenciar sua vida, emprego e lazer? então  fique ligado no nosso blog.

 

Um Comentário para: “COMBINADAS RÁDIO INTERNET E REDES SOCIAIS DESBANCAM TV NA COBERTURA DA GREVEPMBA

  1. essa greve da PM Bahia foi noticia internacional no El país e no Washington Post, más pelo que lí no twiter o governo Brasileiro tenta abafar a gravidade pela proximidade do carnaval em Salvador, até tem noticia de um repórter chamado valdec muito famoso em Salvador que foi demitido por fazer reportagens sobre a greve, o governador da Bahia quer fazer uma queda de braços com a PM e a população é quem sofre, o exercito esta em Salvador, 2500 homens porem 10 000 pm estão parados é só fazer as contas, é ineficiente sem falar nas cidades do interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.